BlogBlogs.Com.Br

Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Mutante vilão solitário sozinho

Já me acostumei bem com as máscaras de vilão que se fizeram para mim ao longo de tantos [poucos] anos. E, honestamente, pouco reclamo: nas minhas veias correm sangue mesmo, quente, vivo! Não nasci para ser santo mas, ao contrário, um puto de um pecador. A diferença básica entre esse sangue de barata e os outros sangues de barata é que não quero ser nem um pouco santo, e aí metade de mim duela comigo mesmo para ver se vence o bem ou o mal. E no meio desse entrave eu detono um aqui, outro ali, alguns aculá...

Será errado saber o que sou? E que ilusão, sei que pouco sei do que realmente sou, todo dia me surpreendendo com algo novo, todo dia me deparando com o inesperado de mim mesmo, todo dia um novo homem, daí mutante, mas não o novo homem que desejei ser, e aí uma calma por não ser o óbvio, mas depois uma angústia de não ser o que os outros esperam... podes, leitor estimado, pensar que é bobagem ser o que o outro quer, mas seja você diferente e aguente as consequências, sozinho, como aguento eu, mutante daca dia mais sozinho, cada vez mais deprimido com essas pobres almas boas, cada vez mais esperançoso, ainda assim, e cada vez mais perto da loucura...

..e feliz. Só falta algo que não sei dizer o que é, mas me dou ao direito de simplesmente querer mais, mais, mais, mais... e rezar a Deus que encontre em quem me apoiar nessa jornada árdua... não é fácil...

3 comentários:

  1. Adorei o novo visual, ficou lindo demais!
    Beijos, Cynara.

    ResponderExcluir
  2. Acho que ando querendo tudo menos, menos, menos...

    ResponderExcluir
  3. Um vilão é feito de santidades amenas.

    ResponderExcluir